Mulheres da Bíblia: Eva por Ana Paula Barros

  • 14:36
  • By Modéstia e Pudor - Colaborador
  • 0 Comments


Olá, Paz e Bem!

Para que possamos caminhar na fé e na própria identidade de mulheres, temos os exemplos ricos das mulheres da bíblia, que são cheias de falhas e defeitos, como todas nós e por isso tem muito a nos ensinar.

Eva, a primeira, a dileta. 

Bela, muito bela era Eva, criada por amor para amar a Deus e a Adão. Uma criatura que veio da necessidade, pois Adão estava triste e por isso precisava dela. Uma criatura realmente especial, foi olhada e amada por Adão, reconhecida por ele.

Muitos se esquecem mas eles viviam num Paraíso terrestre criado para eles, Deus fez o Éden para que ali eles vivessem e fossem felizes junto com Ele. Também é fácil esquecer-se que eles, Adão e Eva, eram crianças no que refere ao entendimento das coisas. Eram adultos, conta o Gênesis, com alma pura como as crianças. Inocentes. É comum esquecermos um terceiro fato, eles possuíam os dons preternaturais, ou seja, imunidade - não adoeciam, integridade – total sujeição dos sentidos a razão e ciência – conheciam, sem estudar, a natureza de cada coisa.



Eva, portanto, tinha tudo, era amada, vivia num lugar sonhado e feito para ela, não adoecia, não era movida por paixões e também era inteligente, acima de qualquer uma das mais estudadas dentre nós.

E justamente este ponto foi usado pela serpente, a inteligência. 

Eva foi questionada se Deus havia lhes proibido de comer de todas as árvores do jardim, ela disse que não somente da árvore no centro do jardim, porque morreriam. A serpente por sua vez mente, diz que não morreriam e que seriam como deuses, conhecedores do bem e do mal.

Eva foi tentada pelo conhecimento, a soberba de saber.

Como temos que aprender com Eva, ingênua realmente, sem maldade realmente, mas com sede de saber. Quem se identifica?

Quantas vezes nos vemos querendo saber e dominar e controlar absolutamente tudo a nossa volta? 

Conhecer até mesmo os pensamentos das pessoas?

Toda mulher tem em si essa pequena semente Eva, que deseja simplesmente saber, entender, dar sentido ou ainda saber mais do que se sabe no momento.

Interessante que Eva age com uma parcela de ingenuidade, ela realmente acredita que esta fazendo algo que é bom para ela, mesmo desobedecendo a Deus. Acredita tanto que dá o fruto a Adão, mostrando que ela na verdade não queria ser a única conhecedora, ela mostrou generosidade no erro.

Encontramos muitos exemplos assim na Bíblia, e quando algo se repete na Bíblia é porque Deus deseja que esse algo seja entendido.

Eva se comportou como uma insatisfeita em meio a sua felicidade. Não estava bom, ela queria mais, já que isso parecia possível. Não conseguiu esperar para perguntar a Deus, não conseguiu aguardar para saber.

Uma antecipação, uma pressa inerente. Quantas vezes fazemos isso?

Uma "pressa racional" movia Eva, lembremos que nossos primeiros pais tinham as emoções submetidas a razão, dessa forma, o que moveu Eva foi uma insatisfação com o pouco que sabia sobre o que a rodeava, no momento em que descobriu que podia saber tanto quanto Deus.

Interessante que em nenhum momento Eva maldiz Deus, ela era pura, ela O amava. Tanto que queria ser igual a Ele; interessante e horripilante como Satanás usou o amor e devoção de Eva.

São João da Cruz diz que o "amante quer se tornar igual e semelhante ao amado". É em suma a base de todos os seus ensinamentos. E foi uma das razões que fez Eva se inclinar a escutar a serpente, querer ser igual a Deus, no entanto, no conhecimento. 

Os santos também desejaram ser "iguais a Deus", mas no sentido de "sedes santos, pois eu sou santo". A diferença é que para ser santo é preciso adimitar o quanto Deus é insondável e eterna é Sua Sabedoria. É preciso entender a pequenez humana diante do saber de Deus.

Uma soberba amorosa.

Muito temos a aprender com essa mulher que tão perto de nós esta, tão parecida conosco é. 

Aprender com seus erros a confiar que Deus sabe mais, aprender que não precisamos saber tudo, aprender que amar é uma união de corações e não necessariamente de entendimento.

Uma insatisfeita inocente, que não viu tudo que para ela foi criado e dado por Aquele a Quem ela desejava se igualar, não olhou para suas bênçãos, mas somente para o que, então, descobriu que lhe faltava.

O que lhe andam soprando ao ouvido que lhe falta? Será mesmo que lhe falta algo?

Que possamos olhar para as sementes Eva que existem em nós e entregá-la a Deus, para que sejam transformadas numa nova Eva, segundo o coração e sonho de Deus.

Paz e Bem,

Salve Maria Imaculada!

Ana Paula Barros


You Might Also Like

0 comentários