10 Santos que tinham superpoderes

10 Santos que tinham superpoderes

Traduzido e adaptado de ListVerse e Church Pop

 

Ter um superpoder não é coisa somente dos heróis da Marvel ou da DC. Muitos santos - pessoas reais, como nós – tiveram a graça de realizarem coisas dignas de filmes de ficção científica. A diferença entre a ficção e o que relatamos aqui é que os casos que vamos expor são reais! Deus pode manifestar Sua graça de maneiras muito criativas...

10) Santo Antônio Maria Claret, São João Bosco e outros: Profecia

Muitos santos tiveram o dom da profecia. Santo Antônio Maria Claret pediu a um grupo de agricultores para ajudá-lo em sua missão. Muitos explicaram que não podiam porque precisavam cuidar de suas fazendas. O santo disse que se eles vieram, seus campos renderiam mais, e se eles não viessem, a colheita seria completamente arruinada. Segundo a história, sua profecia realmente se tornou realidade. São João Bosco previu a morte prematura de vários de seus estudantes e fez profecias sobre o final dos tempos.

9) São Bento: Invulnerabilidade perante venenos

São Bento é conhecido por sua grande habilidade na oratória e também por sua pureza de coração. Ele também é famoso por sobreviver a diversas tentativas de envenenamento que sofreu. De acordo com a história, a primeira vez que tentaram colocar veneno em seu vinho o copo quebrou assim que o santo impôs as mãos e rezou sobre ele. Na segunda tentativa, envenenaram sua comida, no entanto um pássaro voou e levou para longe o pão que ele iria comer.

8) São Vicente de Ferrer: trazendo mortos de volta à vida

São Vicente Ferrer é mais famoso por seu trabalho missionário, por suas pregações e por sua teologia. Mas ele também tinha uma habilidade sobrenatural bastante surpreendente: ele poderia trazer as pessoas de volta da morte. E ele aparentemente fez isso em várias ocasiões.

Segundo uma história, Vicente entrou em uma igreja em que estava acontecendo um velório. Em frente a várias testemunhas, Vicente simplesmente fez o sinal da cruz sobre o cadáver e a pessoa voltou à vida. Em outra história impressionante, Vicente estava passando por uma procissão em que um homem seria executado por ter cometido um crime grave. De alguma maneira, Vicente sabia que a pessoa era inocente, então ele conversou com os funcionários do governo, mas não obteve sucesso. Coincidentemente, um cadáver estava sendo levado em uma maca perto daquele cortejo. Vicente perguntou ao cadáver: "Esse homem é culpado? Responda-me!” O morto voltou imediatamente à vida, sentou-se e disse: "Ele não é!" e voltou a se deitar. Quando Vicente ofereceu ao homem uma recompensa por ajudar a livrar o homem inocente, o homem disse: "Não, padre, porque tenho certeza da minha salvação". E então ele morreu novamente naquele momento.

7) Santa Teresa D’Ávila: experiências fora do corpo

O pessoal admira o Dr. Estranho, mas não lembra das experiências místicas de Santa Teresa D’Ávila: por várias vezes afirmou que sua alma viajava para lugares fora de seu corpo. Outros santos também relataram essa experiência, como Santo Padre Pio de Pietrelcina e São Francisco Xavier. Diferente do jeito maluco, ocultista e, claro, irreal do Dr. Estranho, Santa Teresa adquiriu esse dom após longos anos meditativos de oração, inclusive chegando a sentir uma espécie de “morte destacável”, fazendo com que ela experimentasse estar muito próxima de Deus.

6) Santo André: Invulnerabilidade à dor

Santo André foi preso por difundir a mensagem do Cristianismo e foi afixado em uma cruz em forma de X. Seus captores usaram esse meio de execução extremamente cruel porque ele parecia não sentir nenhuma dor quando o torturaram anteriormente. Dizem que mesmo que sua execução fosse longa e brutal, ele não sentia nenhuma dor. Algumas histórias também afirmam que o tipo específico de cruz foi escolhido porque André não se acreditava digno de ser morto usando o mesmo método que Jesus usou para o seu sacrifício - a mesma razão que São Pedro escolheu para ser crucificado em uma cruz invertida.

Outros santos, como Santa Christina Mirabilis (“Christina the Astonishing”), também era invulnerável à dor e fazia mortificações terríveis – como nadar em lagos congelados no inverno por dias ou semanas, entrar em fornalhas ardentes, atravessava espinhos, era sugada por moinhos e assolada por cães. Tudo isso porque havia feito uma experiência de morte e ressurreição em que viu o purgatório e decidiu se mortificar pelas almas dos pecadores. Santa Christina saía sempre ilesa às mortificações que se submetia. Podemos dizer que ela também tinha o super poder de ser indestrutível!

5) São Lourenço: Tolerância incrível ao calor

São Lourenço era um padre espanhol bem humorado que servia a Igreja em Roma por volta do século III. Ele era responsável por ajudar os pobres através dos tesouros da Igreja. Perseguido pelo imperador Valeriano, que exigiu que Lourenço lhe entregasse as riquezas que administrava, ele reuniu todos os pobres que ajudava e falou: “Estes são os nossos tesouros e você pode encontra-los por toda a parte”. O imperador ficou extremamente bravo e ordenou que o padre fosse colocado num braseiro ardente. Mesmo sendo queimado, o santo continuava intercedendo por todos e ainda brincava “Vire-me do outro lado que deste já estou bem assado”.

4) Incorruptibilidade

Incorruptibilidade é quando um cadáver não segue padrões normais de decomposição e permanece aparentemente “bem”. Os céticos argumentam que isso ocorre pois alguém secretamente embalsama o corpo, porém há muitos casos que mesmo embalsamando o corpo, a decomposição deveria ocorrer – e não ocorre! Alguns dos santos incorruptíveis mais famosos incluem Santa Catarina de Gênova, Santa Rita de Cássia, São Padre Pio de Pietrelcina, Santo Cura Dars, São Francisco Xavier, Santa Catarina de Labouré e Santa Bernadette.

3) São José de Cupertino: Levitação/Voo

São José de Cupertino era conhecido por ser muito burro, mas Deus lhe agraciou com dons incríveis! O seu arrebatamento na oração era tão grande que frequentemente ele começava a levitar enquanto orava. Podia ser durante a Missa, a Liturgia das Horas, ou apenas na menção do nome de Jesus ou de um santo, José entraria involuntariamente em êxtase e começava a levitar. Isso aconteceu, inclusive, durante uma procissão pública em frente a toda a cidade e também durante uma audiência com o Papa. Há relatos, também, de que ele já foi visto voando sobre a cidade carregando uma enorme cruz, como se esta não pesasse nada.

Sua constante e incontrolável levitação realmente se tornou um problema. Seus superiores religiosos consideraram o fenômeno perturbador. No final de sua vida, ele foi transferido para diferentes mosteiros e mantido em células solitárias. É considerado o padroeiro dos astronautas, aviadores e estudantes com dificuldades na escola.

2) Estigma

Muitos santos receberam os estigmas de Cristo crucificado, entre eles Anna Schäffer, Catarina de Ricci, Santa Catarina de Sena, Clara de Montefalco, Anna Catarina Emmerich, Santa Faustina, São Francisco de Assis, Fray Juan de Jesús, Santa Gemma Galgani, Hosana de Mântua, Lúcia Brocadelli de Narni, María de León Bello y Delgado, São Padre Pio, Santa Rita de Cássia, Santo João de Deus, Santa Verônica Giuliani, entre outros.

1) Bilocação

Este é um dos fenômenos mais curiosos! É possível estar em dois locais ao mesmo tempo? Para alguns santos, sim! Entre os que receberam este dom, estão São Padre Pio de Pietrelcina, Santo Afonso de Ligório, São Geraldo Majella, Santo Antônio de Pádua e até o nosso Frei Galvão, aqui do Brasil.

Conta a história que Frei Galvão,  enquanto rezava uma missa em São Paulo, teria aparecido em Jaú, no interior do Estado, para dar a última bênção a um amigo que estava morrendo.

Outra história (leia completa no link) conta que Santo Antônio estava pregando em uma missa e que seu pai, em outra cidade, estava sendo injustamente acusado de assassinato. O fenômeno da bilocação ocorreu e não somente Santo Antônio defendeu seu pai como também fez com que o morto assassinado levantasse do túmulo para dizer o nome dos verdadeiros culpados.

Em 1946 uma família americana foi da Filadélfia para São Giovanni Rotondo para agradecer padre Pio. Na realidade o filho deles era piloto de um avião bombardeiro (durante a Segunda Guerra Mundial) e padre Pio no céu do Oceano Pacífico tinha o salvo. O avião estava voando perto da ilha para o aeroporto onde ia pousar depois de descarregar suas bombas. Mas o avião foi danificado por um avião de caça japonês. "O avião - disse o filho - explodiu antes que a tripulação tivesse a chance de saltar com o pára-quedas. Eu só tive sucesso saindo do avião; Eu não sei como eu fiz. Eu tentei abrir o pára-quedas, mas eu não tive sucesso fazendo isto. Então eu teria me esmagado no chão se eu não tivesse recebido a ajuda de um frade que me apareceu no ar. Ele tinha uma barba branca, ele me levou em seus braços e me colocou suavemente no aeroporto. Você imagina, que tipo de surpresa eu tive, isto retirou minha fala. Ninguém acreditava em mim, mas por causa de minha presença todo mundo teve que acreditar. Eu reconheci o frade que salvou minha vida quando, depois de alguns dias me deram licença e eu fui para casa. Eu vi o monge nas fotografias de minha mãe. Ela me falou que tinha pedido para padre Pio que cuidasse de mim”. (leia mais aqui)

 

E aí, Marvel, DC, Disney... Segurem essa!

 10 Santos que tinham superpoderes

Fonte da imagem: http://twitter.com/padrebrendon

Equipe Modéstia e Pudor

Textos coletivos ou de autoria de outras pessoas que não são diretamente colaboradoras do blog

POSTS relacionados

Enviando Comentário Fechar :/

Instagram