17 coisas que os homens gostariam que as mulheres soubessem

17 coisas que os homens gostariam que as mulheres soubessem

Traduzido e adaptado do original, de Sean Chapman, por Carolina Marroni Pulga.

 

Recentemente eu recebi uma recomendação de um leitor que disse que apreciava minhas postagens sobre cavalheirismo, mas que honestamente estava um pouco cansado de ouvir/ler sobre como só os homens (ou pareceu-lhe) são instruídos a entender e servir as mulheres, enquanto parece que há pouquíssimos escritos sobre a responsabilidade da mulher com o homem. E enquanto eu de um modo geral sinto que é preferível que cada sexo em particular instrua o mesmo sexo (mulheres devem advertir mulheres e homens devem advertir homens), eu irei aproveitar esta oportunidade (de maneira mais humilde possível) para advertir mulheres (com minhas experiências particulares) da melhor forma para que elas possam entender, e portanto melhor servir, o sexo oposto. Obviamente esse é um projeto em conjunto, e só pode ser realizado quando os dois sexos operam mutuamente em espirito de caridade e generosidade.

Cada um desses pontos surgem a partir da minha própria experiência diária. Com certeza outros têm experiências diferentes e tem diferentes pontos de vista das coisas. O objetivo aqui não é tanto dizer que “todos homens” são assim e “todas as mulheres” são assado. A ideia é antes refletir sobre as nossas vidas e ver como podemos ajudar uns aos outros a sermos melhores compreendidos e, portanto, amarmos uns aos outros com maior liberdade e compreensão.

Aviso: isso se aplica de forma geral – exceções são devidamente notadas -. Além disso, se você é simpatizante da ideologia de gênero, ou seja, acredita que não há diferença substantiva entre os sexos, esteja preparado para ficar descontente com tudo que se segue. Diferenças são lindas se entendidas, respeitadas e amadas.

 

1. Só porque um homem é um pouco quieto, não significa que necessariamente há algo de errado.

É bom encorajar os homens a aprenderem a se expressar mais, mas dito isso, você não deve tratar o silêncio deles como uma ocasião de preocupação. Os homens podem ser reservados quando se trata de suas emoções, mas isso não precisa ser sempre tratado como um tipo de disfunção psicológica. Na verdade, algumas vezes é justamente o que os médicos pedem que se faça, especialmente numa situação que já é emocionalmente sobrecarregada.

 

2. A melhor maneira de mudar um comportamento do homem não é importunando-o, mas sim apelando para o seu mais profundo senso de virtude.

Se você diz a um homem que você quer que ele realize uma determinada tarefa, e então explica a ele o que deve ser feito, ele mais do que provavelmente irá realiza-la. Entretanto, se você simplesmente reclamar que “ele sempre” ou “ele nunca” ou “ele não pode” fazer algo, ele pode apenas fugir de desespero e enfim te desligar completamente.

Em vez disso, tente uma aproximação mais silenciosa, positiva e inspiradora. Não repita o que ele não faz... nunca! Em vez disso, diga a ele o que você precisa que ele faça e quanto isso significa para você.  Se uma mulher quer que um homem descubra por conta própria isso, ela deve, nesta ocasião, engolir seu orgulho e dizer a ele exatamente o que o seu coração deseja (não só o que a desagrada). Eu sei, eu sei, isso não é exatamente o conselho mais romântico do mundo, mas você sabe o que é menos romântico ainda? Tornar-se amarga pelo fato de que um homem parece nunca desvendar o que você realmente quer! Dessa maneira ele pode, eventualmente, aprender.

 

3. Homens são criaturas visuais.

Todo mundo tem uma fraqueza, e por alguma razão, os homens são particularmente vulneráveis quando se trata do sentido da visão (a diferença entre os dois sexos nesse assunto é psicológica e neurológica, então, por favor, não compare com homens de sunga ou sem camisa). Há obviamente aspectos positivos de ser inclinado ao visual – entretanto, por causa dessa cultura excessivamente sexualizada, se discute mais as desvantagem. Não é por acaso que, estatisticamente falando, os homens lutam contra a pornografia numa taxa muito mais alta do que as mulheres.

Não estou propondo que as mulheres se vistam de burqa (isso é o popular “reductio ad absurdum” – redução ao absurdo). O que eu estou sugerindo é que há um meio termo saudável. Por exemplo, quando um vestido feminino, de uma certa forma, a torna atraente – mas não excessivamente revelador -  a maioria de homens “saudáveis” são atraídos para pessoa inteira, ao contrário de um local em particular do corpo dela que esteja estrategicamente com “menos pano”. Contudo, alguns irão reclamar que os homens deveriam simplesmente se controlar e isso cabe a eles, somente, controlar suas paixões... e eu concordo. Mas vamos ser honestos, se isso é uma fraqueza particular do homem, então porque você quer se prender a isso, especialmente quando há alguns homens por ai que fariam logo de você uma “presa”?

 

4. Homens têm um “lugar feliz”.

Homens são acusados, as vezes, de não serem conectados com seus sentimentos... e pode ser verdade de certo modo. Entretanto, eu diria que não é tão simples assim. A verdade é que os homens são profundamente emocionais... eles só expressam de uma forma muito diferente das mulheres. Quando as coisas ficam difíceis de aguentar, em vez de emoções exteriores, eles geralmente migram em direção a alguma coisa que eu gosto de chamar de “lugar feliz”.

Esse é frequentemente um lugar de nostalgia, um ligar aonde o brilho do sol e a felicidade são a “regra do dia”. Para alguns, esse lugar envolve encarar a T.V. por uma hora (ou duas), para outros envolve ouvir músicas dos anos 80, e para outros envolve assistir alguns vídeos antigos de esportes dos tempos passados. O ponto é: é um “mecanismo de enfrentamento”, e deve ser tratado como tal. Em outras palavras, permita com que ele vá a esses “lugares felizes... contanto que ele não passe muito tempo lá. Homens tem uma tendência natural de querer ir para a terra do “lá-lá-lá”, mas esteja em máximo alerta, especialmente se ele começar a gastar muito tempo lá. Homens precisam fugir, e eles podem até precisar serem remotos algumas vezes (o que não significa que eles devem gastar tanto tempo com um objeto chamado “controle remoto”), mas se isso é o que caracteriza a personalidade deles, então há uma razão para preocupação.

 

5. Os homens levam os seus “jogos” tão a sério quanto seus trabalhos.

A maneira que um homem analisa esportes, debate toda noite com os amigos, joga vídeo game, ou se engaja em outra atividade “não-essencial”, pode aparentemente parecer ser o último exercício de suas vidas. Mas o que você deve entender é que um time amado de algum esporte ou algum outro projeto pessoal não é futilidade para ele. Sim, no grande esquema das coisas, essas paixões não irão “por comida na mesa”, ou não irão salvar o mundo, mas para ele, representa uma saída criativa que permite com que ele realize – de uma maneira bem mais heroica – aqueles atos que são considerados essenciais. Você não precisa se tornar fã de tudo o que ele “joga”, mas entender o que isso representa para ele pode prevenir você de considerar isso como outra de suas desventuras sem sentido. Mostrar um pouco de interesse e curiosidade no que seu companheiro está interessado pode parecer um longo caminho, ainda mais se esses interesses são completamente desconcertante para você... como o interesse da minha esposa em shoppings.

 

6. Homens associam o trabalho com a dignidade.

Isso não significa que os homens querem ser miseráveis no trabalho, mas significa que há coisas que os homens odeiam mais do que serem miseráveis.  Enquanto nenhum dos sexos podem ver o desemprego como uma coisa boa, o homem associa a falta de trabalho com a inutilidade (mesmo quando ele não está querendo trabalhar). Há um sentido na mulher que deve a sua fecundidade biológica natural, sua identidade é tecida na “fábrica” do seu ser. Homens podem desenvolver, eventualmente, um forte senso de identidade, mas eles geralmente tendem a ficar para trás das mulheres nesse caso. Homens tendem a descobrir seus propósitos no trabalho que eles fazem, e na sua família que depende deles.

Se os homens sentem que estão sendo respeitados nessas áreas, então eles estão mais do que felizes. Homens obviamente precisam de amor, sim, mas mais valioso que isso para eles é a sensação de que eles são respeitados e valorizados por aquilo que eles trazem à mesa. E tudo isso não é relacionado com as propagandas intermináveis que pretendem ajudar a impulsionar a testosterona. O que amplia o sentimento de “impotência” do homem em alguns aspectos essenciais da sua vida, é a possibilidade ampliada de depressão. Então, por que isso é tão importante? Porque quando os homens se veem como imponentes e insignificantes, coisas ruins tendem a acontecer com eles e em toda sua “órbita” pessoal. Quanto menos o homem se sente viril, mais depressivo e com comportamento antissocial ele se torna.

Nota: a masculinidade que me refiro não é pra ser confundido com “machismo”, o que é tipo uma masculinidade falsificada, mas o tipo de masculinidade associado com uma virtude heroica.

 

7. Homens precisam saber que são necessários.

Um dos objetivos do “ultra-feminismo” é provar para os homens que eles não são necessários, e que as mulheres são totalmente independentes e auto suficientes. Meu Deus, nós realmente precisamos de um movimento para demonstrar isso? Mulheres podem fazer tudo o que os homens fazem. E apesar disso ter gerado certo respeito, não se alcançou os resultados desejados. Por que? Porque simplesmente fazer tudo o que você quer fazer não é a chave para a felicidade. Para ser feliz (e ser melhor como ser humano) precisamos dos dois sexos para ajudarmo-nos mutuamente a sermos as versões melhores nós mesmos. Somente o princípio feminino combinado com o princípio masculino – trabalhando em conjunto – pode trazer a harmonia que o mundo desesperadamente precisa.

Entretanto, isso não pode ser realizado até que os dois sexos saibam ouvir um ao outro, e pararem de agir como inimigos declarados. De fato, nós vivemos num mundo que está começando a sentir-se como uma versão não engraçada de “Annie Get Your Gun” (referência a um musical da década de 50). Nós conseguimos, vocês não precisam de nós, vocês podem fazer tudo sozinhas... mas esse realmente é o ponto?! Eu estou simplesmente tentando apontar algo que as mulheres frequentemente apontam para os homens (ganhar uma discussão com alguém que você ama, não significa realmente que você ganhou). Se você realmente gostaria de saber o que os homens precisam para serem felizes, aí vai: o que eu preciso saber é que você precisa de mim, e ainda mais importante, que você me quer como um herói pra você... e que minha presença no mundo pode fazer uma diferença positiva, mesmo que hajam homens que não o façam. Então, me deixe (até me peça) para fazer coisas pequenas e idiotas para você, e me faça sentir estimado com isso (mesmo se você me fizer sentir muito estimado, mais do que realmente sou... Eu falo de coisas pequenas e bobas como matar uma aranha). Significaria mais do que você pode imaginar. Nós não fazemos todos esses pequenos atos porque nós achamos que você é mais fraca que nós, mas fazemos porque nós queremos te honrar!

 

8. Se você tratar os homens como criança, eles ficarão na zona de conforto.

Por exemplo, se as mães fazem tudo por seus filhinhos, eles nunca irão aprender a te servir como um homem de verdade. E se as esposas fazem tudo por seus maridos, eles irão ficar alegremente de lado enquanto você faz tudo sozinha. Eu não estou dizendo que mães/esposas não devam fazer nada para seus filhos/esposos, mas em vez disso quando as mulheres fazem tudo pelos homens, eles nunca aprendem a servir em nenhum lugar. Nesse caso, a generosidade por parte da mulher pode, na verdade, ser um vício egoísta num contexto maior.

Na maioria dos casos, é melhor dar do que receber, mas nesse caso é melhor receber do que dar. Eu sei, pode parecer estranho ser acusado de dar muito (Marta, Marta), mas pode, na verdade, ser um vício genuíno, especialmente se previne os outros de aprender a servir; “eu faço tudo por ele, mas ele não levanta um dedo para me ajudar.” Enquanto isso, você continua a fazer tudo, e ele continua a ser um narcisista, e a única coisa que você tem certeza é que ele é egoísta, e você é generosa. É verdade, seu vício é mais simpático do que o dele, entretanto, se você nunca exige mais, então você compartilha a culpa dele.

 

9. Se você tem grandes expectativas com o relacionamento de vocês, independente do que você fizer, não deixe a “barra da castidade” baixar.

Isso é uma tentação compreensível, especialmente porque, muito frequentemente, os homens tendem a pressionar as mulheres para baixar seus padrões. E talvez as mulheres achem que irão perder um “bom homem” se colocarem a “barra da castidade” muito alta. Não acredite nessa mentira. O melhor barômetro para testar o homem é testar se ele tem alto controle, e mais importante, se ele tem respeito suficiente por você para honrar sua integridade. Não estou sugerindo que você se coloque como uma isca, mas em vez disso, você deve reconhecer que ele pode, de fato, ver você como tal se você não exigir mais dele. Enquanto você se deixa mais vulnerável para ser abandonada por conta disso. Você realmente quer permanecer com um homem que poderia te abandonar por você reconhecer a beleza e o poder do sexo? Por outro lado, um homem que está disposto a mostrar auto controle, e se desafiar em relação a esse assunto, é de longe mais provável que mostre sua virtude ao longo do relacionamento.  Além disso, os homens que estão dispostos a mostrar essa auto resistência em relação a castidade, são de longe os mais românticos em vez de serem somente pervertidos.

 

10. O caminho para o coração do homem, realmente é através do estomago.

Eu costumava a ter pouca apreciação por esse velho ditado, mas logo após o meu casamento, percebi como é verdadeiro (em parte porque minha mulher é uma cozinheira de mão cheia). Mas mesmo se não se sabe cozinhar, há uma importante verdade que está para ser revelada aqui. Os homens são, de certa forma, criaturas solitárias e mesmo quando eles têm sorte de ter uma família, eles podem se sentir, às vezes, como se estivessem “do lado de fora olhando para dentro.” Portanto, é importante para a mulher entender que o lado solitário do homem pode se tornar infeliz e perdido se esse lado dele não for vigiado.

O que eu quero dizer é que o homem precisa do ardor materno de uma mulher, a fim de se sentir conectado e cuidado por ela. Se ele não receber esse carinho, ele pode ser tentado a procurar isso com maneiras prejudiciais ao mais importante relacionamento de sua vida. Entretanto, os homens podem ficar particularmente mais vulneráveis a essa tentação depois do nascimento dos filhos, ou até quando a esposa está longe o tempo todo. Você pode dizer que isso vale para os dois lados, mas para o homem isso tem um peso particular, porque a presença feminina na vida dele é a chave para o seu emocional, que está conectado com seu propósito no mundo. Na realidade, eu estou ficando um pouco solitário só de pensar sobre isso, então, vamos seguir em frente...

 

11. Os homens não querem ouvir seus problemas, eles querem solucioná-los.

Muito frequentemente, quando a mulher quer desabafar para o homem sobre algum problema ou outro, a conversa pode ficar com a cara de “Who´s on First” (show apresentado por uma dupla de comediantes dos anos 40). Enquanto a mulher está olhando por um pouco de compaixão, o homem está olhando para uma solução. Ironicamente, no final da conversa, o aborrecimento muda da nascente do problema para um mútuo mal entendido entre os esposos. Essa falta de comunicação pode ser resolvida simplesmente com um reconhecimento dos dois lados. Homens precisam entender que suas esposas ou namoradas não são equações para serem resolvidas ou solucionadas. E mulheres precisam entender que reclamar pode ir muito longe, e por mais legal que seja desabafar, há algo que pode ser bem melhor que isso: não ter nada para desabafar e reclamar.

 

12. Homens tendem a ver a floresta toda, enquanto a mulher tende a ver somente a árvore.

As mulheres tendem a ser mais pessoais em relação a se empenhar nas coisas, enquanto os homens tendem a olhar toda a grande lógica da situação. Por exemplo, alguns anos atrás, quando eu lecionava numa escola, eu peguei uma aluna colando de um outro aluno numa prova. Quando os pais da criminosa foram chamados para uma reunião, a mãe da criança tentou racionalizar o comportamento (alegando ignorância e confusão por parte de sua filha), enquanto o marido simplesmente olhou os dois testes, declarou: “é, mas as provas estão idênticas... ela, obviamente, copiou do outro”. Nós todos precisamos de alguém para ser nosso advogado, mas também precisamos de alguém que nos mantenha no nosso objetivo padrão. Saber que alguém nos conhece e nos cuida tão intimamente é absolutamente necessário para uma existência saudável.

Entretanto, essa abordagem mais “pessoal” não significa que nós somos obrigados a fugir completamente do senso comum. Porque alguém que você ama está em apuros não significa que ela não é responsável pelos seus atos. Portanto, a abordagem “florestal”, “dogmática” e “fria” é tão importante quanto a abordagem da “árvore” individual. Sem os dois, você não tem uma justa e feliz sociedade. De uma forma paralela, isso pode ser o porquê os homens não veem o leite na geladeira que está bem na sua frente. Apesar disso, quando os homens olham na geladeira, todos eles podem ver que há bastante variedade de coisas, enquanto as mulheres tem a capacidade de ver itens em particular. Mas de novo, pode ser que seja somente minha imaginação...

 

13. Homens tendem a subestimar seus sentimentos, enquanto as mulheres tendem exagerar os seus.

A razão pela qual isso é um detalhe importante de mencionar, é porque pode ajudar a explicar a diferença radical na maneira que o homem e a mulher respondem a certas situações. Por exemplo, se você prepara uma refeição para um homem e ele diz algo como: “...isso não está tão ruim”, isso provavelmente significa que a comida está maravilhosa! Se o homem diz que a comida que você cozinhou para ele está “maravilhosa!”, então você realmente arrasou. Consequentemente, não baseie os sentimentos dele na interpretação literal do que ele diz. Ele usa palavras abaixo do esperado como “na realidade” e “não é tão ruim” porque, como Danny Zuko no filme Greese, ele quer mostrar que está mantendo a calma, até mesmo dando a você um elogio. Em contraste, quando uma mulher diz algo como: “você definitivamente deveria sair com essa garota, ela é realmente legal!”, a verdade é que a garota em questão pode ser absolutamente terrível. De fato, quanto mais “realmente” ela usa, mais você “realmente” deve se preocupar.

 

14. “Você não pode me entender...”

Um dos maiores obstáculos para amar e ser feliz num relacionamento é sentir que nós não somos ouvidos ou compreendidos pela pessoa. Talvez, isso é uma das maiores razões que levam as pessoas a gritarem umas com as outras quando estão brigando. O que é essencial entender, é que quando estamos argumentando com alguém amado por nós, só porque você se sente inocente, não significa que você está isento das consequências da culpa. “ Eu sei que você não estava tentando me humilhar essa tarde, mas foi exatamente como me senti”. O ponto é, independente da sua intenção, esta é a percepção dele, e não adianta dizer que eles estão errados por se sentirem assim. Isso não significa que você não pode explicar as suas intenções, mas significa que as suas intenções só vão um pouco mais longe no tribunal da percepção humana. Infelizmente, esse detalhe sutil não é compreendido por ambos os sexos, e uma mentalidade feia e desesperadora pode se estabelecer; “você não pode me entender...”, “você é incapaz de...”, “você nunca me ouve...”, “você nunca...”. Se ele te ama, ele irá fazer tudo ao seu alcance para te confortar e te entender. Mas pelo menos dê a ele uma chance!

Por favor, não recorra imediatamente para o “nunca” ou “incapaz”, em vez disso, explique a ele como você se sente como se você estivesse explicando uma linguagem diferente para alguém que não conhece essa língua. Pode ser que vocês nunca se entendam completamente, mas muito da compreensão mútua pode ser superada se ambas as partes se ouvirem verdadeiramente.

 

 15. O romance dá trabalho em ambos os lados.

No filme “The Shadowlands” de C.S. Lewis, o ator principal pede em casamento a mulher chamada Joy, que está morrendo de câncer. Numa cena em particular, ele diz a ela, de uma maneira nada romântica: “então... eu acho que nós devemos ir em frente e casarmo-nos...”, Joy ironicamente responde: “se houve um pedido de casamento nessa frase, eu acho que eu provavelmente perdi”. O ponto é, os homens as vezes precisam ser ensinados na área do romance. Sim, mulheres detestam ter que ensinar o que elas querem que seus companheiros digam, mas de vez em quando, precisamos de uma ajudinha nisso. Você não irá ver um homem ser espontâneo do nada. Talvez, ele nunca tenha sido ensinado sobre romance, muito menos como amar de uma forma criativa. Eu não estou dizendo que você deve chatear ele em relação a isso constantemente, mas ele pode precisar de uma instruçãozinha, e talvez você precise deixar claro que seus esforços a este respeito são essenciais para a felicidade conjugal.

 

16. Lembrete para as mulheres: parem de tentar tornar-se tão vulgares e bárbaras como os homens.

Uma das piores coisas no feminismo é a tendência das mulheres de não imitarem os melhores hábitos dos homens, mas em vez disso, os piores. Agora, temos igualdade entre os sexos, um bando de mulheres bárbaras tão vulgares quanto qualquer homem que você já viu! Sim, esse é o grande triunfo dos “diretos das mulheres”, discursos vulgares, combinados com um vasto apetite de dormir com quem e o que quer que seja sem um piscar da consciência. Quanto a mim, eu sabia que a maré havia se transformado quando eu descobri o show Snapped, um programa voltado exclusivamente para os assassinatos cometidos por mulheres. Poder feminino! Brincadeiras à parte, os homens já são brutos o suficiente, nós realmente precisamos que as mulheres provem que podem ser tão brutas quanto nós? A verdade é que é a natureza sublime de uma mulher que realmente fornece um motivo para os homens fazerem o mesmo. Qual outra razão ele teria para ser qualquer coisa além de “brutal”? Para mim esse é o melhor argumento de todos para declarar superioridade feminina!

 

17. Homens aprendem a serem homens através de seus pais.

Se tudo foi feito para ele quando era criança, você pode esperar que ele espere o mesmo de você. Se a relação entre ele e o seu pai foi distante, então você pode esperar que ele seja emocionalmente distante de você. Se ele não via muito carinho entre seus pais quando criança, ele pode lutar profundamente para poder demonstrar afeto à você. Se o seu pai não o ensinou a rezar, não se surpreenda se ele passar essas indiferenças para os filhos dele. Se ele nunca foi ensinado a se um homem no melhor sentido, então... você entendeu. Isto não significa que todo prejuízo causado é irrevogável, mas significa que para ele haverá desafios pela frente, e se você entender melhor esses desafios, então talvez se torne mais fácil ajudá-lo a superá-los.

Carolina Marroni Pulga

Católica, gaúcha, estudante de física médica e tradutora do Blog Modéstia e Pudor. 

POSTS relacionados

Enviando Comentário Fechar :/

Instagram