3 dicas para viver a castidade

3 dicas para viver a castidade

Muitas pessoas, em diversas idades e estados de vida, não sabem como lidar com os desejos sexuais que sentem nem com as possíveis tentações que advém disso.

Em primeiro lugar, é preciso ter em conta que Deus nos fez assim, com hormônios e impulso sexual. Não há nada de errado com isso! Anormal seria não nos sentirmos atraídos sexualmente por alguém nem termos desejos por essa pessoa. Em idades férteis para homens e mulheres (isto é, especialmente na adolescência, juventude e começo da vida adulta) o apetite sexual está mais aflorado devido ao nosso instinto biológico de reprodução. O sexo é a maneira maravilhosa de participarmos da Criação de Deus: podemos também nós, assim como Ele, criarmos pessoas! O único problema está quando os desejos e a relação sexual são retirados de seu objetivo (que é a união de um casal e a reprodução da espécie humana).

A virtude da castidade serve exatamente para guardar a dignidade que existe no ser humano e na relação sexual. Entendido isso, muitos se questionam como viver a castidade de uma maneira positiva, sem reprimir os próprios desejos, mas sabendo ordená-los. Aqui vão algumas dicas:

1) Não reprima nem sublime seu desejo

Reprimir ou sublimar o desejo sexual é sentir o impulso e pensar: "Deus me livre", "Credo", "Não queria sentir isso", "Que horror". É mesma coisa que pensássemos: "Credo, não queria ter saúde" ou "Não gostaria de sentir alegria". Isso é contra a própria criação de Deus! Então o que fazer quando nos vem o impulso sexual? Agradeça a Deus pela sua fertilidade e continue fazendo as coisas que você estava fazendo. Se você teve pensamentos sexuais enquanto estava trabalhando, continue a trabalhar. Se teve estes pensamentos enquanto estava tentando pegar no sono, reze uma Salve Rainha e continue tentando dormir.  Se a situação persistir, tente se distrair com outras atividades: um filme saudável, uma caminhada, uma conversa com algum amigo. Não se desespere! Apenas desvie a atenção.

2) Racionalize

Em vez de dar asas à imaginação ou ao momento, tente racionalizar por que motivos determinada atitude é ou não um pecado. Tudo o que nos pede a Igreja tem um fundamento. Seja inteligente e busque entender estes motivos.

Por que não podemos fazer sexo antes do casamento, mesmo que estejamos em uma união estável com alguém? Porque o sexo não serve apenas para demonstrar o amor de um homem e uma mulher e ter prazer com isso. O sexo serve também para manter a espécie humana e não é possível separar a dimensão unitiva do ato da dimensão procriativa. Assim, num namoro, o casal ainda não está maduro para receber os filhos que podem vir da relação sexual.

- Por que é errado masturbar-se? Porque buscar o prazer sozinho não nos traz a completude que tem a relação sexual. Após a masturbação, o que resta é o vazio. Além disso, quem está acostumado a buscar o prazer sozinho depois poderá ter sérias dificuldades em compartilhar o prazer e as carícias da relação sexual com outra pessoa. Há muitos casamentos prejudicados por conta deste tipo de vício.

- Por que é errado consumir pornografia? Porque você está tendo um momento de prazer às custas de outras pessoas. Os atores e atrizes pornôs costumam ter alto índice de uso de drogas, depressão e suicídio. Outro problema é que, quando acostumado a encontrar prazer na pornografia, dificilmente uma pessoa conseguirá encontrar prazer em uma relação sexual "normal", isto é, com outro ser humano.

- Por que determinadas intimidades no namoro são erradas? Quando se está acostumado a ter preliminares sexuais no namoro, mas que não terminam no sexo, o corpo se acostuma a ficar excitado e a não terminar a excitação no que seria para ser feito (a relação sexual). Pode acontecer de, quando o casal contrair matrimônio, este ter dificuldade em terminar o ato sexual ou em se excitar em preparação para ele. O mesmo acontece com pessoas que consomem pornografia ou estão acostumadas à masturbação: é difícil se excitar com carícias normais, pois o corpo se acostumou com o que não convinha. Portanto, no namoro é bom que se tenha beijos, abraços e toques físicos carinhosos e respeitosos, mas nada de "amassos" e "passadas de mão" que sejam preliminares sexuais, pois não é o momento disso.

- Por que a castidade é importante? Como seres humanos dotados de inteligência, sabemos que não será a hora que bem quisermos que poderemos satisfazer nosso apetite sexual. No matrimônio, pode haver momentos que a mulher não poderá ter relações, como nos quarenta dias do puerpério. Pode haver situações de trabalho que o casal fique várias semanas sem se ver. Pode acontecer de alguma doença ou outro evento impedir que o casal venha a fazer sexo. Por isso o autodomínio que nos pede a castidade nos educa a não agirmos impulsivamente, mas a ordenarmos os nossos instintos para os momentos e as finalidades adequadas. Quem é casto é não somente uma pessoa pura, mas uma pessoa que sabe se comportar em muitas outras esferas da vida, exatamente porque ela sabe se controlar!

3) Conte com a graça dos sacramentos

Por fim, conte sempre com a comunhão diária (quem recebe todo dia o Corpo de Cristo dificilmente cai em pecados mortais) e a confissão. Peça a Nossa Senhora a graça de manter-se puro e saber amar verdadeiramente as pessoas ao seu redor, especialmente seu(sua) futuro(a) esposo(a)! Peça ajuda ao seu anjo da guarda e a São José!

Lembre-se que um pecado só é mortal quando você tem certeza que quer cometê-lo. Mesmo sendo errado e sabendo que ofende a Deus, você vai lá e faz. Desviar a atenção, pedir a ajuda de Deus, mudar o foco, não te faz pecar, mesmo que as tentações persistam. Resistir às tentações é se fortalecer na virtude. Se fortalecer na virtude é estar mais próximo do céu.

 

Veja também:

- O que há de errado com a masturbação? Penso nela como um modo de se livrar das tentações sem levar ninguém ao pecado

- Como você quebra o hábito da masturbação?

- Como falar sobre sexo com seus filhos

- O que há de errado em consumir pornografia? Você não deixa uma garota grávida nem contrai DSTs

- O verdadeiro sentido da vida está... No Sexo!

- Submissão, Relações Sexuais e a Igreja

- Convocação: Projeto #AbaixoAPornografia

Equipe Modéstia e Pudor

Textos coletivos ou de autoria de outras pessoas que não são diretamente colaboradoras do blog

POSTS relacionados

Enviando Comentário Fechar :/