Sobre danças, teatros e outros divertimentos

 Sobre danças, teatros e outros divertimentos

Dúvida de uma leitora nossa:

“Fala sobre dança . E a modéstia nesse meio .Eu tenho duvida sobre balé porque as vezes é imodesto elas jogam a perna lá em cima e a saia é só um tutu entao mostra a roupa de baixo “

 

Eu sempre começo textos de dúvidas com: “muitas pessoas chegam até nós com dúvidas...” kkkk Mas é a verdade! Muita gente que se converte ou quer ser um católico melhor encontra mil blogs falando sobre fé e doutrina e fica perdida sobre em quem acreditar.

Bem, aqui no blog cada colaboradora tem uma formação distinta. Há meninas formadas pelo Padre Paulo Ricardo, outras pelo Regnum Christi, outras pelo Opus Dei, Padre Rodrigo Maria... Enfim... Cada pessoa recebeu uma formação, então pode ser que em alguns pontos sobre aplicação da doutrina possamos ter opiniões diferentes. O importante – e isso é o básico para formarmos este apostolado – é sermos fiéis ao Magistério.

Eu tive formação de vários lugares, desde Padre Rodrigo Maria, Padre Paulo Ricardo, Renovação Carismática e, por fim, o Opus Dei. Por esses muitos caminhos, fui encontrando equilíbrio e analisando o que é opinião pessoal e o que é realmente doutrina. Há pontos que, como vivemos comentando aqui no blog, a Igreja deixa em aberto. A doutrina católica não é um manual de “pode e não pode”, mas oferece princípios gerais que nos ajudam a viver bem e mais felizes. Como vamos aplicar esses princípios que é o complicado, porque depende muito das situações que vivemos e isso gera muitos questionamentos nas pessoas.

Há pessoa que entra num mundo de extremismos, se aparta do mundo, e acha que está sendo um bom católico assim. Na verdade estamos bem longe de sermos bons católicos desta maneira. No post sobre música secular, eu comentei que “a arte, de maneira geral, expressa nossa humanidade, nossos sentimentos, estados e emoções. Coisas que todo mundo sente, vive, passa. A arte pode criar empatia e pode ser conforto”. Deixar de participar de danças, espetáculos, teatros e afins porque “isso parece mundano” é um grande equívoco. O grande Papa João Paulo II, ao criar a Teologia do Corpo, nos mostra que o mundo não é ruim e que é uma necessidade e um dom integrar nossa corporeidade com nossa vida espiritual. O próprio São João Paulo II era um grande admirador das danças, das músicas, do teatro e das artes. Santa Gianna Beretta Molla gostava muito de sair para dançar, fazer pinturas, se divertir com os amigos. Beato Pier Giorgio Frassati e Beata Chiara Luce Badano eram também grandes admiradores do cinema, das artes, da música, do teatro e das danças. E não estamos falando de músicas, teatros, danças e filmes católicos. Estamos falando de arte secular!!!

Não há o mínimo problema assistir a uma peça de balé com a bailarina usando saia curta, porque ali está uma situação que não é erotizada. Da mesma maneira, filmes, músicas, peças de teatro, danças, livros e esculturas (ou quadros), mesmo que apresentem pessoas nuas, não devem ser considerados “imodestos”, mas devem ser contextualizados. Se penderem para o erotismo mostrando o corpo como objeto, sim, isso pode não convir, mas, caso contrário, farão parte do nosso arcabouço imaginativo. Se tudo o que estivesse nu na arte fosse pecado, as pinturas da Capela Sistina estariam coberta de roupas. Ou Davi, do Michelangelo, seria considerado pecaminoso. São João Paulo II foi genial ao formular a Teologia do Corpo e mostrar, por meio dos documentos que escreveu, que não devemos desprezar nosso corpo e o mundo, como se tudo fosse pecaminoso e sujo, mas vê-los como uma linda criação de Deus! Nosso olhar e pensamento, nesse sentido, devem ser reeducados para isso! Puritanismo não é católico!

Sei que, às vezes, ficamos com um pé atrás em tudo o que fazemos, pensando a todo momento se estamos agrando a Deus agindo daquela maneira. Mas precisamos ser um pouco mais abertos ao que a vida nos oferece e olharmos esses divertimentos como uma oportunidade de apostolado. Desde conhecer pessoas que não são católicas nesses ambientes e ser um bom exemplo de conduta e gentileza (o exemplo vale mais do que palavras nesses casos) até mesmo tirar boas lições das obras de arte: em tudo encontramos algum proveito. Esses dias estou terminando de ler Hamlet, de Shakespeare, e estou impressionada com o conteúdo cristão da história. A começar pelo fato de que todo pecado tem uma consequência (esta é uma máxima católica para a qual as pessoas não se atentam, e que consegue ser muito bem ilustrada no livro, quando o crime de matar o Rei vai gerando uma consequência pior que a outra). Depois, nos entremeios, vemos várias frases cheias de lições e de virtudes, como quando Polônio aconselha seu filho a ser sempre sincero consigo mesmo (e consequentemente não será falso com os outros). Ou quando Hamlet diz para a mãe que se ela evitar o pecado uma vez, depois outra, e depois outra, aos poucos isso se tornará um hábito e ela deixará de pecar. Ou seja, não é porque uma obra é secular que ela será ruim. E olha que em Hamlet há traição, assassinato e luxúria! O problema não é ver isso – porque o mundão está aí e esses pecados fazem parte de nós e da humanidade. A questão é reeducar nosso pensamento e visão para ver a beleza da criação de Deus na arte e saber tirar proveito disso para sermos pessoas melhores.

Outros textos que podem ajudar a entender essas questões:

A santidade é para todos

Modéstia é para todas as ocasiões

Porque ser radtrad parece mais correto que ser equilibrado

Porque me tornei uma católica não-confessional

Carnaval: diversão, mortificação e oração

Letícia B

A partir da necessidade de me aprofundar em assuntos de filosofia, sociologia, antropologia, e da relação destes com virtudes e religião, surgiram alguns textos que humildemente compartilho neste blog. leticia@modestiaepudor.com

POSTS relacionados

Já temos 4 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Ingrid Queiroz

Ingrid Queiroz

Oi,Leticia!
Amei esse texto !
Seus textos me ajudam muito .
Muito obrigada!
Deus te abençoe!
★★★★★DIA 16.05.18 12h51RESPONDER
Letícia B
Enviando Comentário Fechar :/
Letícia B

Letícia B

Fico feliz, Ingrid! bjo grande!

★★★★★DIA 17.05.18 10h19RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Bruna Queiroz

Bruna Queiroz

Muito obrigada !! Esse blog me ajuda muito a ter equilibrio . melhorei muito . Está muito difícil . Estou muito ansiosa . Confusa sobre coisas simples . Com mal humor falta de vontade até meu corpo está fraco . Eu quero ajuda mais tenho medo das pessoas me fazerem errar cair em pecado . Tenho medo de voltar ao pecado . To com muito medo e falta de esperança . E penso que estou vendo Deus de uma forma que Ele não é . Parece que nao estou conseguindo chegar ate ele e nunca sei se estou sendo realmente sincera eu gosto que todos pensem que minha fé é maravilhosa e nao quero acabar com isso . Eu realmente quero ajudar as pessoas . Estou com medo delas estarem certas sobre mim eu ser só uma boba exagerada . Eu penso que descobri minha vocação mas eu estou fraca pra lutar e as pessoas só me dizanimam gosto de ficar na internet donhando que vai dar certo vendo a vida de outras pessoas incriveis que acreditam em Deus mas eu preciso conversar desabafar esta muito pesada . Uma hora eu nao aguento e esplodo de mal humor . É horrivel ficar me observando e nao fazer nem um erro .Melimetricamente contado . E eu estou pertendo a ideia de quem eu sou. Peço orações e se puder conversar comigo .
★★★★★DIA 06.05.18 17h40RESPONDER
Letícia B
Enviando Comentário Fechar :/
Letícia B

Letícia B

Oi, Bru!


Fique tranquila... é absolutamente normal termos emoções... Deus nos fez assim! Nem sempre estaremos bem e felizes, é normal estar triste em alguns momentos. A internet pode enganar muito! Aqui colocamos apenas os bons momentos - enquanto que as batalhas internas que todos passamos estão ocultas.


Não sei se é possível você frequentar a um centro do opus dei em alguma cidade perto da sua (veja os endereços aqui: http://opusdei.org/pt-br/article/enderecos-dos-centros-culturais-no-brasil/) Lá será possível você receber direção espiritual e encontrar equilibrio para sua angústias! Se não for possível, outra ideia é você procurar o livro "Fio de Ouro", da Comunidade Shalom (https://livrariashalom.org/livro-tecendo-o-fio-de-ouro) que também pode te ajudar muito neste caminho de reconhecimento, integração e cura do passado!


Fora isso, fique a vontade para me enviar um email (leticia@modestiaepudor.com) quando quiser :)


Conte com minhas orações e a de toda equipe!


Com carinho,


Leticia


 


 

★★★★★DIA 08.05.18 13h52RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/